Juiz Líbio Araújo Moura se despede de Parauapebas com homenagens

Líbio Araújo Moura, este é o nome do jovem magistrado que chegou à cidade de Parauapebas há seis anos com a forte missão de mudar a relação do judiciário com a comunidade. Temido por muitos e admirado por todos, Libio destacou-se diante da sociedade no desafio de elucidar o caso de repercussão nacional que foi o assassinato da comerciária Ana Karina em 2010, período longo de investigação que chegou a julgar e condenar os principais suspeitos.
Desde então, o juiz não parou mais, entre eventos sociais, ações conjuntas entre judiciário e Ministério Público, onde um leque de serviços foi prestado à comunidade, Lìbio Araújo não se acanhou atrás de uma mesa de tribunal devidamente trajado com sua toga. O jovem juiz incestou o poder judiciário em eventos da cidade como a Feira de Agronegócios de Parauapebas (FAP), em parceria com o Siproduz, lá colocou à disposição do povo no evento um “braço” do judiciário em pleno atendimento com a participação voluntária de jurisdicionados para atender a comunidade, orientando sobre ações conciliatórias, homologações judiciais em diversos aspectos. Mesmo a feira sendo de cunho festivo o juiz ousou levando o projeto “Museu Sobre Rodas” do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJ-PA), no decorrer de dez dias mais de 300 visitas diárias aconteceram no museu móvel, entre sociedade civil em geral, incluindo visitas de estudantes de idades variadas, sendo atendidas pelo próprio juiz Líbio e sua equipe.

A homenagem feita na tarde da última terça-feira (26), foi idealizada por membros da Associação de Imprensa e Comunicadores de Parauapebas (AICOP) e membros do Conselho da Comunidade. Na ocasião, a presidente atual da Aicop Clemilda Lopes e diretoria, agradeceram o bom relacionamento e respeito do Dr. Líbio com a imprensa local. “Dr. Líbio, não é só um juiz, é um amigo” disse Cléo Lopes. O promotor de Justiça Fabiano Fernandes disse lamentar a falta e parceria que Líbio fará para todos do meio, como para a cidade de Parauapebas. “Lamentamos a falta que o amigo fará, mas sabemos que onde estiver será nosso fiel parceiro”. Afirmou Fabiano.
Líbio foi homenageado com camisetas com a frase: “ Fora corrupção #Fica Dr. Líbio”, um exemplar assinado por todos os presentes, foi entregue ao magistrado pelo jornalista Waldir Silva ex-presidente da Aicop.

“Em nosso trabalho que é de fato em favor da sociedade devemos julgar o que é bom para a sociedade em geral, e este foi nosso papel. De Parauapebas levarei aprendizado para minha vida inteira, pois aqui aprendi a ser um verdadeiro juiz, respeitando os direitos de todos. Só tenho muito a agradecer e desejar ao colega magistrado Danilo Alves Fernandes a mesma sorte” concluiu Líbio.

Por: Marcyne Paula.